Chia | Amiga do Coração que Elimina as Gordurinhas Indesejadas

Chia: a semente amiga do coração que elimina as gordurinhas indesejadas e ainda fortalece a imunidade.

By Willian Reis

Praticidade é o que mais se busca atualmente. Com a correria do dia a dia as pessoas têm cada vez menos tempo para se dedicar a processos complexos e extensos, por isso, a maioria abre mão de uma alimentação mais elaborada e opta por um cardápio mais fácil e rápido, não é à toa que as redes de fast food fazem tanto sucesso. O grande problema é que dessa forma uma alimentação balanceada, com os nutrientes necessários para manter o corpo saudável e funcionando corretamente, também acaba ficando de lado. Porém, o que muitos ainda não sabem é que é possível unir praticidade e saúde graças à ingredientes naturais que podem fazer toda a diferença na mesa, como é o caso da chia, uma semente que vem ganhando espaço no cardápio de quem é adepto a hábitos saudáveis e busca melhorar a qualidade vida.

O que faz da chia um superalimento?

Repleta de benefícios, a semente da planta Salvia Hispanica, uma espécie nativa da região da Guatemala, no México, já foi usada para sustentar grandes guerreiros durante suas longas viagens. De acordo com a lenda, eles acreditavam que o alimento poderia conferir mais força e resistência, sustentando-os por até um dia inteiro. E eles não estavam errados: o poder da chia já é comprovado cientificamente e o melhor de tudo é que seu consumo não poderia ser mais rápido e prático, se encaixando perfeitamente às mais diversas rotinas e agregando mais saúde para quem a consome.

Alto valor nutricional

Segundo o nutricionista Willian Reis, a chia é considerada um superalimento porque contém ácidos graxos poli-insaturados essenciais, fibras, proteínas completas e muitos outros nutrientes fundamentais para nosso organismo: “Ela é um dos poucos vegetais a oferecer um valor nutricional tão alto. A semente é rica em antioxidantes, ômega 3, vitaminas, minerais como magnésio e potássio, ou seja, consumi-la significa ingerir uma variedade de nutrientes que trazem benefícios que vão desde regular as taxas do colesterol ruim até fortalecer o sistema imunológico”.

Segundo a profissional da Nature Center, na composição da chia encontramos três vezes mais fósforo do que no espinafre e também o dobro do magnésio do que está presente em castanhas e nozes. A semente ainda é uma das mais ricas fontes, já conhecidas, de ômega 3, superando, até mesmo, a linhaça e o salmão, que são referências nesse quesito. Guerreiro também ressalta que quem necessita de cálcio também pode recorrer ao consumo da semente, já que ela possui uma concentração do mineral cinco vezes maior do que a encontrada no leite de vaca: “É uma ótima opção para os intolerantes a lactose, que podem adicioná-la à dieta para complementar o aporte do nutriente”. Além disso, a especialista acrescenta que a chia também é uma fonte completa de proteínas, capaz de fornecer todos os aminoácidos essenciais que precisamos.

“E ainda precisamos falar das fibras alimentares, pois a alta concentração delas coloca a chia entre os melhores alimentos funcionais aliados do emagrecimento e da boa digestão. Além, é claro, dos antioxidantes. A semente conta com componentes poderosos como o flavonoide kaempferol e os ácidos cafeico e clorogênico, que neutralizam a ação dos radicais livres em excesso, impedindo a oxidação das células saudáveis e ainda evitam o envelhecimento precoce” – explica a especialista.

Conheça os principais benefícios da semente

A nutricionista afirma que o consumo regular de chia pode ser benéfico à saúde em diversos aspectos, entre eles, os principais são:

Controle da diabetes: devido ao elevado teor de fibras, a chia é capaz de aumentar o tempo de liberação da glicose na corrente sanguínea, fazendo com que o hormônio da insulina, necessário para transportá-la até as células, também seja liberado em pequenas doses, o que evita o aumento rápido da glicemia, por isso está relacionada à prevenção do diabetes tipo 2;

Reduz o risco de doenças cardiovasculares: patologias como infarto, derrame e hipertensão podem ser prevenidas graças ao consumo regular de chia, isso porque, a semente possui grandes quantidades de ômega 3, capaz de reduzir a inflamação no sistema cardiovascular e aumentar a fluidez sanguínea, evitando o desenvolvimento dessas e outras doenças como a pressão alta. Além disso, esse ácido graxo também reduz a formação de coágulos sanguíneos e arritmias;

Regula o colesterol: cerca de 77% da gordura presente na semente é formado por ácidos graxos de ômega 3 e ômega 6 e uma de suas principais funções dessas gorduras é reduzir o colesterol ruim (LDL) e aumentar o colesterol bom (HDL), e esse efeito ainda é potencializado graças as suas fibras, que atuam na diminuição da concentração dos lipídios no sangue;

Fortalece o sistema imunológico: A chia é capaz de reforçar nossas defesas, prevenindo contra doenças como gripes, resfriados e processos infecciosos, graças aos minerais presentes em sua composição, como o selênio e zinco, que auxiliam o sistema imunológico;

Melhora a saúde intestinal: As fibras encontradas na chia melhoram a digestão e o transito intestinal, elas são capazes de aumentar os movimentos intestinais, evitando a prisão de ventre, por exemplo, mas é importante lembrar que, quando se aumenta o consumo de fibras, o aporte de água deve ser dobrado também, para que não ocorra um efeito contrário;

Aliada da beleza: em sua composição nutricional, a chia apresenta vitamina A, um nutriente que além de atuar como antioxidante, também contribui para a saúde da pele, reduzindo acnes e prevenindo o ressecamento. A vitamina B2, encontrada na semente, também é muito importante na saúde da pele, unhas e cabelos. Além disso, estudos recentes já relacionam o efeito do ômega 3 – abundante na chia – ao combate à celulite, que nada mais é do que um processo inflamatório do organismo.

A capacidade de potencializar o emagrecimento

A chia já foi descoberta há centenas de anos atrás e seus benefícios para a saúde são conhecidos desde então, mas sua fama notória só foi conquistada recentemente, graças à sua atuação sobre a dieta, pois a semente é uma poderosa aliada da perda de peso e boa forma. Embora ela seja considerada calórica, a nutricionista afirma que, no processo de emagrecimento, quem dita as regras é o valor nutricional: “Caloria não é tudo, especialmente no caso da chia, pois ela é um ingrediente que não é composto por calorias vazias, pelo contrário, a semente é muito rica do ponto de vista nutricional. Ela ainda tem um efeito mucilaginoso, que é capaz de absorver e reter uma grande quantidade de água, formando um gel que ocupa um bom espaço no estômago e a digestão torna-se mais lenta, o que intensifica a sensação de saciedade e deixa o indivíduo satisfeito por mais tempo”.

Como consumir de forma correta

A semente de chia pode ser encontrada na forma de grão, farinha ou óleo, mas a versão mais difundida e comercializada é a primeira. Elas podem ser ingeridas hidratadas ou in natura, pois, o corpo humano pode digeri-las facilmente, ao contrário das sementes de linhaça, que precisam ser moídas. O uso da chia é muito versátil, devido ao seu sabor sutil, quase imperceptível, que não altera o gosto dos demais alimentos, por isso ela pode ser facilmente ingerida pura ou adicionada no iogurte, cereais, sucos, bolos, saladas e temperos. Outras receitas que podem incluir a semente de chia facilmente são pudins, pães, tortas, mousses, cremes, patês, risotos, farofa, saladas de frutas, sucos e vitaminas.

Sementes de chia têm longa validade e podem ser estocadas por anos. Se utilizadas em grãos, pode incrementar várias receitas e ter diversos usos na cozinha, podendo agir até como emulsificante, pois deixa os líquidos com consistência de gel e dá “liga” à massas. Sua versão moída serve, inclusive, para engrossar caldos. Para usar a chia com o propósito de reduzir o apetite basta colocar 1 colher de sopa das sementes em meia xícara de água (cerca de 250ml) e esperar pelo menos 20 minutos para que ela hidrate, após isso é só consumir antes das principais refeições.

O consumo recomendado é cerca de quatro colheres de sopa cheias por dia, isso já é suficiente para aproveitar os enormes benefícios. Vale lembrar que cada colher de sopa possui aproximadamente 75 calorias, portanto, não é necessário ultrapassar essa quantidade. Não existe registro de nenhuma contraindicação para o consumo, no entanto, vale lembrar que gestantes, nutrizes ou pessoas com a chamada “síndrome do intestino irritável”, devem ficar atentas com o consumo de sementes em geral e procurar sempre a opinião de um especialista.

Fonte: Nature Center

naturecenter

Tenha um Cabelo mais Saudável e Pele Macia | Hair Skin & Nails Femme Nutri-Hair Complex

By Sinara Menezes

Qual é a primeira coisa que você repara em uma pessoa quando a encontra, além do rosto? O cabelo, certo? É ele que ressalta a beleza de uma pessoa e até mesmo arremata um visual. Afinal, até o look mais elegante pede um bom penteado. Fios sedosos, hidratados, com brilho e livres de frizz fazem toda a diferença na hora de se apresentar para alguém, ir a uma festa e até mesmo trabalhar, afinal, a aparência é importante em muitos casos. Mas nem sempre conseguimos controlar os aspectos dos fios apenas indo ao cabeleireiro, pois muitas vezes o segredo para a beleza dos fios é um fator interno e não externo como muitos pensam.

Mesmo que você hidrate os fios com frequência, se algumas vitaminas estiverem em falta do organismo, o efeito será passageiro, e é por isso que muitas mulheres afirmam que aquele visual perfeito só é alcançado nos salões de beleza. Fios opacos, extremamente oleosos, quebradiços e, até mesmo, alopecia – a temida queda dos fios – podem ser fruto de uma deficiência nutricional. Por isso ter uma dieta equilibrada, rica em nutrientes que beneficiem o corpo é tão importante para pessoas que passam por essas situações.

O grande problema é que o ritmo de vida moderno, nem todos conseguem se alimentar adequadamente, não é mesmo? Nesses casos, os suplementos alimentares podem ser uma excelente opção para revitalizar os cabelos, e são, até mesmo, mais eficazes do que os produtos convencionais de tratamento, como máscaras de hidratação. E não pense que a suplementação existe apenas para os adeptos da malhação, ela também é fundamental na rotina de pessoas que passam por alguma deficiência nutricional. É justamente neste ponto que o Hair Skin & Nails Femme Nutri-Hair Complex age: por contar com nutrientes benéficos ao couro cabeludo e a estrutura dos fios, é perfeito para quem sofre com queda excessiva de cabelo, escamação do couro cabeludo e até mesmo pele ressecada e enrugada. Entenda melhor:

Por que os nutrientes certos podem beneficiar o cabelo e pele?

Ter um cardápio rico e variado é fundamental para qualquer pessoa, tanto para a saúde quanto para a beleza. É por isso que muitas pessoas sacrificam horas praticando exercício físico e seguindo dietas balanceadas ricas em nutrientes vitais para o bom funcionamento do corpo, mas o que algumas muitas vezes se esquecem de que o mesmo cuidado deve ser tomado quando o assunto é saúde do cabelo, pois, nem sempre a ida frequente aos cabelereiros é sinônimo de fios sedosos e longe das quedas excessivas que tanto incomodam.

Um cardápio rico em minerais e vitaminas é fundamental para que o organismo, além de ficar em dia, também possa combater possíveis doenças capilares, de pele e até mesmo possa ajudar o couro cabeludo a hidratar os fios da maneira correta e auxiliar na manutenção da derme. Por isso, por mais que a dieta pareça ser ideal, alguns sinais como o enfraquecimento dos fios, queda acentuada e falta de brilho podem indicar que determinados nutrientes estão em falta.

Para que serve Hair Skin & Nails Femme Nutri-Hair Complex?

O suplemento alimentar Hair Skin & Nails Femme Nutri-Hair Complex é excelente para auxiliar na saúde da pele, cabelos e unhas, além de livrar a raiz daquele aspecto danificado, isso graças à Biotina presente na composição que ajuda a prevenir o ressecamento dos fios e estimular o crescimento saudável. Esse nutriente também é responsável por estimular a produção de queratina, uma proteína essencial para o crescimento dos tecidos, proporcionando unhas mais fortes e resistentes. O suplemento também é capaz de estimular o crescimento de fios mais brilhosos, pois a vitamina A, presente na composição, é responsável por estimular a hidratação da fibra capilar e da pele, oferecendo um aspecto mais hidratado para todo o corpo.

A vitamina E, também presente na fórmula do Hair Skin & Nails Femme Nutri-Hair Complex, é responsável por evitar a perda excessiva de cabelo e estimular o crescimento dos fios. Além disso, atua como um excelente antioxidante combatendo o envelhecimento da pele, deixando-a hidratada naturalmente e com um aspecto mais radiante.

Poderosa fórmula

Biotina

Encontrada na composição do Hair Skin & Nails Femme Nutri-Hair Complex, a vitamina B7 ou Biotina, como é conhecida, é uma vitamina extremamente importante para a saúde de unhas e cabelo, capaz de beneficiar a saúde capilar por meio da estimulação do crescimento saudável dos fios e por livrar a raiz daquele aspecto seco, essencial para que as mechas não fiquem ressecadas e opacas. Achada em frutas vermelhas, ovos, cenoura e oleaginosas, a vitamina também é responsável por estimular a metabolização dos carboidratos, proteínas e gorduras, o que faz com que a pele fique com um aspecto mais hidratado e saudável. Além disso, a Biotina tem uma forte relação com a produção de queratina, uma proteína responsável pela composição das unhas.

A falta desse nutriente pode ocasionar uma fraqueza nas unhas e cabelos, calvície, pele escamada e vermelhidão em volta de nariz e bocas, além de consequências mais graves como conjuntivite, dermatite esfoliativa, dores musculares e um possível aumento da glicemia.

Vitamina A

Hair Skin & Nails Femme Nutri-Hair Complex também conta com outro nutriente essencial para a beleza dos fios: a vitamina A. Importante para a saúde da pele, mas, principalmente, para a do cabelo, pois ela é um elemento capaz de restaurar a hidratação dos fios formando um filme que reveste as camadas das mechas e permite uma maior retenção da umidade no couro cabeludo. Além disso, a vitamina possui um alto poder antioxidante que evita o envelhecimento precoce dos fios e promove um aspecto mais saudável aos cabelos, colaborando para o crescimento das mechas. Seu efeito antioxidante também é capaz de estimular produção de um óleo pelo couro cabeludo que protege a raiz de possíveis danos causados pelos radicais livres. Seu desequilíbrio também pode causar seborreia e queda excessiva de cabelo.

Vitamina E

A vitamina E também está presente no suplemento alimentar. Responsável por prevenir a perda de cabelo e influenciar o crescimento dos fios, o elemento permite o aumento dos vasos capilares e ainda estimula a circulação sanguínea do couro cabeludo e a regeneração celular. Além disso, a vitamina ajuda a prevenir a aparição de fios brancos que muitas vezes incomodam as pessoas.

Ela ainda pode ser encontrada em alimentos de origem vegetal como cereais integrais, óleos vegetais, sementes, fígado, gema do ovo e gordura das carnes e possui uma ação antioxidante extremamente importante no combate ao envelhecimento, principalmente da pele mantendo a com a hidratação natural. Por isso é fácil encontrá-la presente em abundância na fórmula de cosméticos e protetores solares.

Outros componentes

Não é a toa que dizem que para estarmos bem por completo precisamos ter corpo e mente saudáveis. Quando não nos sentimos bem com nós mesmos ou passamos por momentos difíceis é comum percebermos nosso organismo mais frágil, nem que a mudança seja imperceptível aos olhos de outras pessoas. Por isso Hair Skin & Nails Femme Nutri-Hair Complex também pode te ajudar a cuidar ainda mais do corpo, pois ele possui em sua fórmula Selênio, um mineral essencial para o bom funcionamento do organismo. Responsável, dentre outras coisas, pela estrutura do nosso DNA, ele é capaz de combater a ação dos radicais livres e afastar diversos males. Além disso, o mineral protege o corpo de diversas doenças inflamatórias, comuns na fase do envelhecimento como a artrite e a gota.

O suplemento também conta com o mineral Cobre, importante para dar coloração à pele, olhos e cabelo. O nutriente é significativo para o desenvolvimento da melanina, que auxilia na pigmentação dos fios, tecido e olhos, e impede a formação de manchas na pele. É também um dos principais responsáveis pela ligação cruzada do colágeno e da elastina, proteínas fundamentais para a formação de um tecido conjuntivo mais forte e flexível, o que beneficia a camada externa da pele que se torna mais saudável e bonita.

Contraindicação e recomendação de uso

Por mais que Hair Skin & Nails Femme Nutri-Hair Complex seja um suplemento alimentar totalmente natural a base de revigorantes elementos que auxiliam a dar mais brilho ao cabelo tornando os mais fortes e saudáveis, alguns cuidados devem ser tomados como, por exemplo, procurar a opinião de um especialista antes de fazer uso do produto. O auxilio de um profissional médico como um nutricionista ou dermatologista é fundamental para investigar as motivações do problema e, até mesmo, obter dicas para um melhor aproveitamento do produto junto à dieta.

O uso do Hair Skin & Nails Femme Nutri-Hair Complex para gestantes, lactantes, crianças ou pessoas portadoras de qualquer tipo de enfermidades não é aconselhado, porém um médico pode ser consultado para que melhor avalie a situação de cada paciente. A recomendação de uso também pode variar de pessoa para pessoa, porém, no geral, é indicado tomar 2 a 3 cápsulas ao dia, de preferência com as refeições.

Sempre pensando em sua saúde e bem estar, a Nature Center está há mais de dez anos no mercado oferecendo os melhores produtos no ramo de emagrecimento e suplementação com selos de qualidade emitidos pelos órgãos de saúde do país, assim você pode ter mais segurança na hora de partir em busca de resultados. Não deixe de acessar o site agora e conhecer os melhores suplementos para turbinar sua dieta e sua saúde!

naturecenter

Efeito Reverso | Quais os Riscos de Consumir Suplementos sem Praticar Exercícios?

By Willian Reis

Atualmente o uso de suplementos nutricionais vem sendo amplamente discutido, tanto por profissionais da saúde, quanto por estudiosos do gênero. O tema é pauta de pesquisas e debates que, muitas vezes, podem gerar conclusões controversas, no entanto, o mercado desses produtos cresce cada vez mais no Brasil e no mundo. Um estudo realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad) em parceria com a Associação Brasileira das Empresas do Setor Fitoterápico, Suplemento Alimentar e de Promoção da Saúde (Abifisa) e a Associação Brasileira das Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri), revela que os alimentos enquadrados em suplementos alimentares fazem parte do cotidiano de mais de 54% dos brasileiros.

O número está entre os maiores do mundo e já se aproxima dos Estados Unidos, um dos maiores mercados do planeta, onde 68% da população faz uso destes produtos na rotina diária. Eles são muito procurados por aqueles que querem perder peso ou ganhar massa magra, mas seu poder vai mais além, pois eles também são utilizados para complementar os nutrientes que as pessoas, nem sempre, conseguem absorver através da alimentação, ou ainda, suprir a carência nutricional de organismos deficientes. Prova disso é que, de acordo com o estudo, o uso de suplementos varia conforme a faixa etária. Entre os consumidores mais jovens, por exemplo, o uso de suplementos voltados para a prática de esportes e exercícios físicos é maior, já entre os idosos os suplementos vitamínicos são mais frequentes.

Complemento nutricional em dietas deficientes

A má alimentação, devido à correria do dia a dia, e a preocupação com a saúde são umas das razões que levam ao consumo dos suplementos alimentares. Grande parte desses produtos é encontrada em forma de comprimidos, cápsulas e sachês, e os mais consumidos atualmente são o ômega 3, Multivitamínicos, Vitamina C e Cálcio. Segundo o nutricionista Willian Reis, o uso de suplemento dissociado dos exercícios físicos é indicado quando há alguma carência de nutrientes no paciente.

“Os suplementos devem ser encarados como alimentos e não como princípio ativo, ou seja, um medicamento, pois sua proposta é de oferecer uma adequação nutricional. Vale lembrar que eles não substituem uma refeição balanceada, nem servem como compensação de um cardápio desequilibrado. A finalidade desses produtos é complementar a alimentação e, ao contrário de um medicamento, não tem objetivo de cura, eles auxiliam apenas no tratamento e manutenção da saúde” – explica o profissional da Nature Center.

Suplementos proteicos são os mais requisitados

Apesar de muitas pessoas recorrerem aos suplementos por questões de saúde, a maioria do seu público consumidor é composta por aqueles que querem modificar a composição corporal, seja para a perda de peso e medidas ou para fortalecer e aumentar a musculatura. Existe hoje no mercado diversos tipos de suplementos, mas, em muitos casos, eles possuem uma fórmula semelhante. Entre os mais comuns, usados pela maioria dos adeptos à academia e musculação, estão o famoso Whey Protein e o BCAA, que são formados basicamente por proteínas, mas possuem um baixo teor de gorduras, para diminuir suas calorias.

No entanto, Reis alerta que esses produtos são indicados para quem pratica alguma atividade voltada para o ganho de massa magra, pois, esses suplementos aumentam a quantidade de proteínas no organismo, que se associam às fibras musculares, porém, é a atividade física quem promove a construção dos músculos: “Não adianta muito tomá-los sem fazer exercícios. Além disso, ainda é possível que gere o efeito contrário, ou seja, o aumento excessivo de peso, porque o corpo está ingerindo uma quantidade maior de energia, mas não está queimando o suficiente”.

O especialista afirma que suplementos proteicos dão resultados se utilizados de forma correta, como é o caso do Whey Protein, que ganhou fama devido à sua composição e praticidade. “Ele contém todos os 9 aminoácidos essenciais, aqueles que o corpo não é capaz de produzir sozinho, por isso é considerado uma proteína completa. Alguns alimentos, como quinoa, carne, ovos e derivados do leite também são proteínas completas. No entanto, é importante ressaltar que qualquer tipo de macro nutriente, seja gorduras, proteínas ou carboidratos, se consumidos em excesso, levarão ao ganho de peso, por isso a pratica de exercícios é fundamental” – acrescenta Ribeiro.

É preciso definir os objetivos

Outro ponto importante, antes de iniciar uma complementação alimentar, segundo o especialista, é ter um objetivo específico, pois, dificilmente, o produto que potencializa o ganho de massa muscular terá o mesmo efeito na redução de medidas e vice-versa. Ribeiro explica que eles agem de maneiras diferentes, enquanto um complementa o aporte de proteínas para a regeneração e crescimento dos músculos, outros promovem a aceleração do metabolismo e a queima de gorduras. Dependendo do caso, um pode inibir o efeito do outro, ou, até mesmo, atrapalhar os resultados, por isso, é preciso verificar o que se adequa mais ao treino e necessidades de cada um.

Termogênicos são uma boa opção, mas cuidado

Eles são os queridinhos de quem quer dar adeus as gordurinhas. Capazes de acelerar o processo de emagrecimento, eles estimulam o metabolismo a trabalhar constantemente em um ritmo maior, dessa forma o corpo gasta mais energia na digestão e utiliza suas reservas de gordura como fonte. Ribeiro afirma que os termogênicos também surtem um bom efeito naqueles que não praticam nenhuma atividade, no entanto, seu efeito é maior se aliado a uma alimentação e um treino adequados.

“O chá verde é um excelente termogênico, mas possui um sabor forte e amargo, por isso já é comercializado em capsulas. Outro bom exemplo é o chá de hibisco, que possui um sabor agradável e não precisa adoçar. Mas também temos outros alimentos que são muito potentes, como a pimenta vermelha, canele e gengibre, por exemplo” – explica Ribeiro. “No entanto, aquelas pessoas que já estão no peso ideal e visam ganhar massa magra devem evitar um grande consumo de alimentos com essas propriedades e focar naqueles que ofereçam proteínas e gorduras boas para alcançar seus objetivos”.

Energéticos naturais auxiliam os iniciantes

Para ambos os grupos, tanto o que quer emagrecer, quanto o que busca definição, vale apostar em suplementos que aumentem a energia. Mesmo aqueles que não praticam atividades físicas podem se beneficiar com esses produtos, mas o especialista alerta que é sempre preferível o uso dos naturais. Aqueles que contém cafeína são uma boa pedida, a alta concentração do nutriente faz com o que o metabolismo fique constantemente acelerado, favorecendo as dietas de emagrecimento e auxiliando no rendimento das atividades do dia a dia.

Mas, como sempre, os melhores resultados são obtidos em conjunto com exercícios físicos, pois a substância é capaz de melhorar o desempenho físico, reduzindo a percepção de esforço ao praticar um exercício, dessa forma a atividade parece mais fácil do que realmente é. A cafeína também poupa os estoques de glicogênio muscular, por isso, seu consumo, contribui para acelerar a queima de gordura.

O cardápio ainda é fundamental

O nutricionista explica, portanto, que os maiores benefícios dos suplementos nutricionais são decorrentes da interação com a prática de exercícios físicos e uma alimentação balanceada. É claro que uma pessoa pode conseguir todo o aporte nutricional que precisa apenas por meio da dieta, no entanto, como esses produtos são administrados estrategicamente, eles conseguem potencializar os resultados. “Para isso, aqueles que desejam iniciar essa complementação devem verificar os nutrientes que constituem cada um para identificar o que mais se adéqua aos hábitos dela, e ainda quais são as doses diárias que devem ser consumidas, para evitar os efeitos colaterais do excesso de proteínas no corpo, por exemplo”.

O nutricionista ainda explica que, se os suplementos forem consumidos indiscriminadamente, podem gerar um mau funcionamento nas atividades dos rins e do coração. Outros efeitos colaterais indesejados são o suor excessivo, insônia, dor e cansaço e batimento cardíaco acima do normal. “É preciso lembrar que a forma mais segura de consumir esses produtos é através da orientação de um médico ou um nutricionista, pois, ao mesmo tempo em que eles podem ajudar, esses suplementos também podem fazer mal à saúde, se tomados da maneira incorreta. Só um especialista poderá indicar o mais indicado e as doses necessárias para cada pessoa” – finaliza Ribeiro.

Fonte: Nature Center

naturecenter