SINTOMAS DA DEFICIÊNCIA DE VITAMINA D

logo-natue

Artigo de especialista – Heloiza Muniz

A falta de vitamina D tem sido muito comum atualmente, com isso algumas doenças estão sendo diagnosticadas de forma rotineira. Saiba quais são as doenças e os sintomas que podem indicar a deficiência dessa vitamina no seu organismo:

COMO SABER SE HÁ DEFICIÊNCIA DE VITAMINA D?

A partir de exame de sangue, em que será medido o nível da vitamina. A presença de alguns sintomas também pode revelar se você está com deficiência dessa vitamina.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DA DEFICIÊNCIA DE VITAMINA D?

Imunidade baixa: a deficiência da vitamina D está relacionada ao aumento de doenças respiratórias e infecções.
Fraqueza muscular: há relação entre deficiência de vitamina D e fragilidade muscular e perda de força em idosos. No músculo, essa vitamina tem a função de transporte de cálcio, síntese proteica e contração muscular. Inclusive muitas vezes essas dores são confundidas com fibromialgia.
Diabetes: a sua deficiência pode levar à intolerância à glicose, alterações na secreção de insulina e assim o desenvolvimento de diabete tipo 2.
Infecções pulmonares e asma: a suplementação da vitamina D reduz os ataques de asma e protege os pulmões contra os efeitos do tabagismo em fumantes.
Depressão: a deficiência de vitamina D foi relacionada a alterações no humor, levando à depressão.
Doenças crônicas: além de diabete, a falta da vitamina D está relacionada ao aumento da incidência de doenças cardíacas, pressão alta, câncer e artrite.
Osteoporose: para absorver o cálcio, o corpo precisa da vitamina D. Portanto, sua deficiência leva à falta de cálcio no osso e suas consequências como raquitismo, deformidade nos ossos e osteoporose.
Obesidade: a deficiência dessa vitamina pode ser um dos fatores para o acúmulo de gordura corporal. Também está relacionada a reações metabólicas como aumento da sensação de fome e diminuição do gasto energético.

Heloiza Muniz é nutricionista graduada pela PUC-Campinas, pós-graduada em bioquímica, fisiologia, treinamento e nutrição desportiva pela Unicamp, professional Coach Certification pela SLA Coaching e autora do blog de nutrição heloizamuniznutri.blogspot.com. IG @heloizanutri

❤ ❤ ❤

O BEM-ESTAR DAS MULHERES

4 SUPLEMENTOS positivo-rosaPARA O BEM-ESTAR DAS MULHERES!

Suplemento_bem-estar_mulher
Por Nature’s Bounty

Cuidar da saúde é essencial para se sentir mais bonita e bem disposta.
Pequenas mudanças nos hábitos diários podem fazer toda diferença.
Beber mais água, praticar atividade física, manter uma dieta equilibrada
e aumentar a ingestão de alguns nutrientes através de suplementos são
apenas alguns exemplos de atitudes importantes para a saúde e bem-estar.
A nutricionista Bruna Bellusci destaca alguns nutrientes que podem ser
aliados principalmente das mulheres que buscam melhorar sua qualidade
de vida.

COLÁGENO HIDROLISADO 

O colágeno é uma proteína produzida pelo corpo, essencial para a saúde e para a beleza. Porém, com o avanço da idade o organismo diminui sua produção, gerando a necessidade de obtê-lo por meio de suplementos. Os principais benefícios da ingestão de colágeno hidrolisado comprovados pela ciência são a melhoria da firmeza da pele, proteção dos danos das articulações, tratamento da osteoporose e prevenção do envelhecimento. A pele é uma barreira que protege o corpo das ameaças do meio ambiente. Por isso, mantê-la saudável é essencial para o bem estar, além de fazer com que você se sinta mais bonita e bem com você mesma.

COENZIMA Q-10

Nunca ouviu falar desse nutriente? Então, preste atenção nessa dica!
A Coenzima Q-10 é um excelente antioxidante, ou seja, ajuda a evitar
a formação de radicais livres, que são substâncias prejudiciais que
favorecem o envelhecimento das células e o aparecimento de algumas
doenças. Além disso, esse nutriente tem relação com a disposição,
pois tem papel importante na produção de energia pelo nosso corpo.

ÓLEO DE PEIXE, LINHAÇA E BORRAGEM

A combinação desses óleos pode ser muito interessante para amenizar os sintomas da TPM e menopausa, melhorando a qualidade de vida da mulher. A ação anti-inflamatória do ômega 3 colabora de forma positiva sobre os sintomas físicos e psiquiátricos relacionados à TPM. A linhaça e a borragem contêm compostos fenólicos, conhecidos pela sua atividade antioxidante, além de terem em sua composição o ácido gama-linolênico, que ajuda a atenuar o ganho de gordura corporal, comum entre as mulheres na menopausa.

CÁLCIO + VITAMINA D

Esses dois nutrientes são essenciais para a saúde dos ossos. Obtido através da dieta, o cálcio é o mineral presente em maior quantidade no corpo humano e é fundamental principalmente para a saúde dos ossos e dentes. Já a vitamina D, tem papel importante na absorção do cálcio pelo organismo e sua principal fonte é a produção pelo nosso próprio corpo. Estima-se que 80% a 90% dessa vitamina seja produzida quando a pele é exposta à luz solar e o restante consumido através da dieta. Mesmo assim, a deficiência de vitamina D é altamente prevalente no mundo todo, aumentando o risco de desenvolvimento de diversos problemas de saúde, como a osteoporose.

A diminuição da oferta de cálcio está associada à redução da massa óssea e, consequentemente, ao surgimento da osteoporose que, com o avanço da idade, se torna mais comum principalmente entre as mulheres. Uma opção interessante para reduzir a insuficiência de cálcio e vitamina D é por meio de suplementos, sendo uma abordagem eficaz e segura de prevenção de fraturas.

Gostaram?positivo-rosa

logo-natue