NATUE | MATCHÁ

SAIBA TUDO SOBRE O MATCHÁ

O consumo de chá conquistou povos de diferentes partes do mundo, principalmente os japoneses, conhecidos por realizar o “chanoyu”, uma cerimônia milenar em que é preparado o matchá, um tipo de chá verde obtido a partir das folhas da Camellia sinensis.

Todo esse preparo especial não é para menos: por ser cultivado na sombra e passar por um processo de secagem em que as folhas são maceradas lentamente até virar pó, o matchá é considerado uma bebida nobre, inclusive pelos benefícios que oferece à saúde. Esse processo de cultivo aumenta a concentração de clorofila e outros aminoácidos, como a L-teanina, que confere um sabor mais suave e ajuda a equilibrar a ação da cafeína, já que tem ação relaxante.

BENEFÍCIOS DO MACHÁ

O matchá é considerado um dos alimentos com maior poder antioxidante que existe, com 137 mais catequinas que o chá verde comum. Essas substâncias antioxidantes possuem a capacidade de neutralizar a ação dos radicais livres nos tecidos, o que ajuda a prevenir o envelhecimento celular e o desenvolvimento de diversas doenças, como problemas cardiovasculares e até câncer. Além de todos esses benefícios, esse chá ainda possui ação anti-inflamatória, ajuda a diminuir os níveis de colesterol no sangue, a eliminar as toxinas do organismo – ou seja, apresenta propriedades detox – e também é um poderoso termogênico.

COMO TOMAR O MATCHÁ

O matchá é encontrado na forma de um pó verde, com sabor amargo característico. Ele pode ser preparado como chá (basta diluir uma colher de sopa de matchá em 300 ml de água) ou no preparo de shakes, sucos, vitaminas, tortas, sobremesas e bolos. Apenas uma xicara de chá ao dia já garante os seus benefícios, mas seu consumo deve estar aliado à alimentação equilibrada e à prática de atividade física.
É preciso armazenar o matchá com cuidado, preferencialmente em um pote bem fechado e no escuro, para evitar a oxidação e a perda de suas propriedades.

EQUIPE NATUE

natue

DIETA DO CHÁ | VEJA QUAIS SÃO SEUS BENEFÍCIOS

O chá é uma bebida originária da China. Reza a lenda que o imperador Chen Nung, por volta de 2.800 a.C. resolveu tomar uma xícara de água quente quando algumas folhinhas de um arbusto caíram acidentalmente no líquido fervente. O imperador acabou gostando do sabor inusitado e passou a prepará-lo. Entretanto, apenas a partir de 600 d.C. é que o chá se tornou a bebida oficial da China, espalhando-se também para outros países e continentes.

A rigor, a palavra “chá” refere-se somente à bebida que se faz da infusão das folhas da planta camellia sinensis (que inclui o chá preto, o chá verde, o chá branco, o chá vermelho e o chá oolong). Quando são utilizadas outras plantas ou frutos, como o mate, a cidreira, a hortelã, limão e o gengibre, o nome correto é infusão.

BENEFÍCIOS DO CHÁ

Muitas pesquisas referem-se aos benefícios do chá e das infusões. Dependendo da planta ou do fruto que os origina, algumas doenças podem ser evitadas e alguns sintomas podem ser minimizados. Algumas plantas têm efeito calmante, outras desintoxicam, outras aceleram o metabolismo, algumas são diuréticas e outras podem ser utilizadas como chá para emagrecer.

CHÁ EMAGRECE?

O consumo regular de chá, associado a uma dieta equilibrada e à prática de atividade física pode auxiliar na perda de peso. O chá verde, por exemplo, tem em sua composição substâncias que além de serem antioxidantes potentes (prevenindo o câncer e o envelhecimento precoce), aceleram o metabolismo e facilitam a digestão.

O chá de hibisco, por sua vez, tem propriedades diuréticas e pode ajudar o processo de emagrecimento ao evitar a retenção de líquidos. Chás com efeito calmante, como o de camomila e o de maracujá, podem diminuir os níveis de ansiedade e, consequentemente, a compulsão alimentar e a ingestão de alimentos mais calóricos.

O chá de gengibre para emagrecer também é muito indicado, já que o gengibre oferece ação termogênica e favorece a queima de gordura. Além disso, o chá de gengibre tem propriedade anti-inflamatória, ajuda na digestão e na eliminação de gases.

Entretanto, se você está buscando perder peso, o consumo diário de chá deve estar associado a uma dieta com cardápio equilibrado e saudável. O chá não deve substituir nenhuma refeição, pois é nutricionalmente pobre e incompleto, devendo atuar como um complemento.

QUAL O MELHOR CHÁ PARA EMAGRECER?

Essa dúvida é muito comum entre as pessoas que querem perder peso, mas não existe o melhor chá para emagrecer, já que cada erva oferece um tipo de propriedade que contribui para o processo de emagrecimento. Pode-se combinar, no máximo, até três tipos de plantas para preparar o chá, mais do que isso pode prejudicar a ação de seus princípios ativos no organismo.

PRECAUÇÕES AO CONSUMO DE CHÁS:

  • Nem toda plantinha pode ser consumida na forma de infusão. Informe-se antes de começar a ingeri-la.
  • O chá não substitui integralmente a água, portanto, continue consumindo-a pura também.
  • Chás e infusões podem ter contraindicações e interagir com medicamentos. Consulte sempre um nutricionista ou um médico.
  • Alguns chás, como o chá verde e o chá preto, são muito estimulantes e não devem ser ingeridos à noite.
  • O chá é mais saudável se não for adoçado.

POR:  EQUIPE NATUE

logo-natue

EXISTE COLÁGENO VEGETAL?

logo-natue

O colágeno é uma proteína presente no organismo responsável por dar firmeza e sustentação à pele, músculos, ossos, articulações, tendões, cabelo e unhas. No entanto, a partir dos 25 anos normalmente sua produção é diminuída, muitas vezes gerando a necessidade de suplementação.

Atualmente existem diversos produtos disponíveis no mercado, mas sempre surge uma dúvida entre pessoas veganas: colágeno vegetal existe? A resposta é uma só: não, todos os suplementos de colágeno são de origem animal.

COLÁGENO PARA VEGANOS

É possível estimular a produção natural de colágeno no organismo sem precisar ingerir o suplemento. De acordo com a nutricionista Carolina Favaron, para isso é preciso manter o consumo adequado de proteínas, principalmente no caso da dieta vegetariana ou vegana, já que é comum veganos e vegetarianos não consumirem as necessidades adequadas desse nutriente. “É importante fornecer através da alimentação todos os nutrientes necessários para a formação de colágeno e incluir alimentos antioxidantes, que vão contribuir para a prevenção do envelhecimento precoce. No caso de veganos e vegetarianos que desejam fazer a suplementação dessa proteína, é possível fazer uma formulação manipulada de alguns aminoácidos importantes para a produção do colágeno, como a prolina e a glicina, e verificar a origem junto à farmácia, além de todos os nutrientes essenciais para a formação do colágeno”, explica.

POR QUE ESTIMULAR A PRODUÇÃO DE COLÁGENO?

Estresse, poluição, exposição excessiva ao sol, fumo e o consumo de alimentos industrializados – ricos em gorduras trans e saturadas, açúcar, corantes e outros aditivos químicos – favorecem o envelhecimento precoce da pele e, consequentemente, a perda de colágeno. Sua deficiência pode causar o surgimento de rugas e linhas de expressão, ossos frágeis, além de unhas e cabelos quebradiços. Para driblar esse processo, o segredo é um só: melhorar a alimentação e o estilo de vida.
“Uma alimentação rica em alimentos antioxidantes, como açaí, goji berry, chá verde, frutas vermelhas, castanhas, entre outros, associada com o consumo de alimentos frescos e naturais, baixo teor de açúcar e industrializados, pode retardar essas alterações cutâneas do envelhecimento”, ressalta Carolina. Quando o consumo alimentar não é capaz de suprir isso, o uso de suplementos alimentares pode ser necessário, mas deve ser feito com o acompanhamento de um médico ou nutricionista para não causar toxicidade por excesso de nutrientes.

ALIMENTOS QUE ESTIMULAM A PRODUÇÃO DE COLÁGENO

Este slideshow necessita de JavaScript.

logo-natue