GBLOCK | DESCUBRA O PODER DAS FIBRAS QUE COMEM GORDURA!

O maior desafio para quem quer emagrecer é encontrar uma forma de perder peso com saúde. O que não faltam hoje são métodos que prometem milagres. Muitos deles realmente fazem a pessoa perder muito peso em pouco tempo. No entanto, não se trata de um emagrecimento saudável. Hoje muitas pessoas enfrentam o excesso de peso.

Sabemos que precisamos manter a alimentação balanceada, seja pela qualidade de vida, longevidade ou até pela estética. Sabemos também que aliando suplementos com exercícios e uma alimentação balanceada favorece bastante o emagrecimento, certo.

Pesquisando sobre isso conheci o Suplemento Bloqueador de Gordura G-Block

gblock.jpg

2.PNG

Fórmula do produto

G-Block reúne 4 ingredientes principais:

  1. Quitosana: vinda de crustáceos, ela tem a habilidade de envolver a gordura que ingerimos em um gel. Elas são eliminadas pelo corpo antes de serem absorvidas, o que contribui para diminuir a contagem diária de calorias;
  2. Picolinato de Cromo: o mineral diminui o colesterol, além de conseguir potencializar a ação da insulina, convertendo o consumo de carboidratos em mais energia;
  3. Spirulina: vinda das algas, ela é rica em nutrientes que impulsionam a nossa imunidade e também equilibram a saúde cardiovascular. Como se não bastasse, ainda colabora para o efeito detox;
  4. Psyllium: também é rico em fibras e, por conta disso, melhora o trabalho do intestino. Nos livramos das constipações ao passo que o apetite diminui com a expansão das fibras no estômago.

COMO A FÓRMULA DO G-BLOCK FUNCIONA?

O que o G-Block tem de diferente dos “emagrecedores milagrosos?”? Primeiro, o G-Block contém fibras que se ligam às gorduras do seu corpo. Por isso, ele não causa alteração no seu metabolismo e nem na bioquímica do seu cérebro que faz alterar o apetite. O resultado é que o G-Block funciona como uma lipoaspiração natural, pois ele manualmente remove as gorduras do seu corpo. E o melhor: ao interromper o uso, você não engorda nenhuma grama sequer!

Efeitos do G-Block

Os benefícios do G-Block são muitos. A seguir estarão destacados aqueles que se mostram os mais interessantes:

  1. Diminuição da fome: quando ingeridas antes das refeições e com bastante água, as cápsulas incham no estômago e reduzem o apetite pois dão sensação de saciedade;
  2. Bloqueio de gorduras: o G-Block emagrece de duas formas diferentes. Por um lado, ele age impedindo que as gorduras sejam digeridas. Por outro lado, ele estimula o corpo a usar os excessos que já foram acumulados pelo corpo;
  3. Redução de inchaços: ao invés de ficar inchada, a barriga ganha o efeito “chapado” que tanta gente procura. Da mesma maneira, os inchaços nas pernas, no rosto e nos braços são reduzidos gradativamente;
  4. Redução do número de manequim: esse suplemento é conhecido por acabar de uma vez por todas com as roupas apertadas. Diminuímos o número de manequim e podemos voltar a usar aquela roupa especial da qual não queremos nos desfazer;
  5. Aumento da disposição: ver os resultados físicos que o produto propicia acaba ajudando corpo e mente. A autoestima aumenta, bem como a força de vontade e energia.

Já Gostei! Vamos Experimentar?interrogação

gblock2

Óleos Funcionais | Emagrecimento

Óleos funcionais: qual é a melhor alternativa para o emagrecimento?

Foto Reprodução

Famosos, óleo de coco, de cártamo e de linhaça se tornaram queridinhos da dieta. Porém, qual deles seria o melhor aliado na luta contra a balança?

Tachadas por muito tempo como inimigas da boa forma, as gorduras ganharam um novo papel quando o assunto é perda de peso. Graças a estudos recentes esse nutriente tem conquistado cada vez mais espaço no cardápio daqueles que desejam eliminar uns quilinhos extras. Isso porque, ao contrário do que muitos imaginam, seu consumo equilibrado pode facilitar a lipólise – processo de queima de gorduras do organismo. Evidências apontam que o aporte adequado de ácidos graxos beneficia diversas funções orgânicas, dentre elas, a síntese hormonal, a produção de energia e até mesmo a sensação de saciedade. Não é à toa os óleos funcionais ganham cada vez mais adeptos: extratos como o de coco, de cártamo e de linhaça são conhecidos como “gorduras boas” e entregam benefícios que vão muito além da silhueta. Sempre em pauta quando o assunto é luta contra a balança, qual deles será o melhor aliado na hora de turbinar a dieta?

Gordura para emagrecer? Sim!

Pode parecer estranho, mas se você está numa dieta e restringe o consumo gorduras, pode estar sabotando o resultado, pois, de acordo com a nutricionista Sinara Menezes, o nutriente é indispensável, mesmo nas dietas de emagrecimento “É importante destacar que alguns ácidos graxos são essenciais, ou seja, são fundamentais ao organismo, porém nosso corpo não consegue produzi-los espontaneamente. Sendo assim, é preciso adquiri-los através da alimentação para que a saúde não seja afetada. O emagrecimento não foge dessa premissa, pois diversas funções orgânicas relacionadas à eliminação de gordura e aproveitamento da energia dependem desse aporte nutricional”. Ou seja, conforme explica a profissional da Nature Center, se este nutriente for totalmente excluído da dieta, o próprio processo de queima de gorduras é prejudicado.

Porém, não é qualquer gordura que pode fazer parte do cardápio: as consideradas benéficas para o organismo, mais conhecidas como gorduras boas, são encontradas em algumas fontes específicas como o azeite, o abacate, peixes de águas frias e, principalmente, nos óleos funcionais. Uma dos efeitos positivos para o emagrecimento é que esses ácidos graxos são capazes de promover a saciedade, ou seja, o indivíduo que ingere adequadamente as fontes certas de gordura consegue controlar a fome e a ingestão calórica com muito mais facilidade. E quando se trata dos óleos funcionais, alguns possuem particularidades que podem ser ainda mais favoráveis à boa forma, vejam quais:

As particularidades

Óleo de Coco:

Extraído da famosa fruta tropical, este óleo pode ser encontrado tanto na versão refinada quanto na extra virgem. Rico em ácidos graxos de cadeia curta e média apresenta diversas vantagens para o organismo. Apesar de ser uma gordura saturada, sua característica bioquímica faz com que ele seja mais facilmente absorvido, sem precisar de lipoproteínas para fazer seu transporte na corrente sanguínea. Em virtude disso, seu aproveitamento como energia é maior, o que implica em menos chances dele ser depositado no tecido adiposo. Ou seja, o óleo de coco é melhor utilizado pelo corpo e, quando consumido adequadamente, não contribui para a formação dos temidos “pneuzinhos”.  Outro ponto destacado pela nutricionista é seu poder termogênico: “principalmente o tipo extra virgem que, devido suas propriedades, é rapidamente convertido em energia no organismo e propicia uma elevação do gasto calórico.” Seu consumo regular favorece, inclusive, o controle da dieta: por retardar o esvaziamento gástrico, este óleo prolonga a sensação de estômago cheio, dando aquela força para quem quer emagrecer.

As vantagens do consumo não param por aí: rico em ácido láurico (substância encontrada também no leite materno), o óleo de coco possui ação antifúngica, favorecendo a imunidade. E mesmo sendo uma gordura saturada, estudos apontam que seu consumo equilibrado não altera negativamente o colesterol, pelo contrário, seria capaz de aumentar HDL (bom colesterol), sendo uma excelente alternativa para aqueles que se preocupam com a saúde do coração.

Ponto positivo: “É muito bem vindo na culinária, pois é resistente à altas temperaturas. Como mantém suas características mesmo quando exposto ao calor, pode fazer parte do preparo dos pratos quentes da dieta sem que suas propriedades sejam perdidas.” – explica Sinara.

Óleo de Cártamo:

Extraído da planta asiática Carthamus Tinctorius, o cártamo já é considerado um queridinho das dietas fitness. Seu óleo é rico ácidos graxos como o Ômega 6 (ácido linoleico) e Ômega 9 (ácido oleico). Uma das principais vantagens para a redução de medidas é o que ácido linoleico é capaz de inibir a ação da enzima LPL (lipase lipoproteica). E a atividade dessa enzima está intimamente ligada ao acúmulo de gordura, especialmente a localizada, pois essa substância é a responsável por carregar a gordura da corrente sanguínea para as células que compõem o tecido adiposo. O ácido oleico, por sua vez, regula a produção do hormônio do stress – o cortisol. Existe o consenso de que, quando elevado, este hormônio propicia o acúmulo de gordura, especialmente na região do abdômen. Estudos apontam, também, que o consumo de óleo de cártamo estimula a produção da adiponectina – um hormônio capaz de murchar as células de gordura e ainda reduzir o colesterol.

Ponto positivo: “O poder anti-inflamatório desse óleo pode melhorar, dentre outras coisas, o aspecto da pele e combater a celulite. Isso porque o cártamo é rico em vitamina E, um potente antioxidante. Além disso, evidências apontam que seu consumo é capaz de estimular a leptina, hormônio responsável pela saciedade. Sendo assim, o óleo de cártamo é mais uma alternativa para os que se preocupam com a boa forma”.

Óleo de Linhaça:

Extraído da semente de linhaça, o grande diferencial deste óleo que sua abundância em ácido alfa-linoleico (ALA) que, quando metabolizado pelo organismo, sem converte em Ômega 3 – um dos ácidos graxos fundamentais da dieta. Este composto é de extrema importância para o bom funcionamento do organismo, pois auxilia na redução dos processos inflamatórios. E você sabia que o acúmulo de gordura é um tipo de inflamação do tecido adiposo? Essa propriedade faz com que óleo atue também como regulador do colesterol. Além disso, o óleo é rico em vitamina E e possui efeito termogênico, ajudando a turbinar o metabolismo.

Ponto positivo: “Assim como o óleo de cártamo, ele possui Ômega 6, por também ser rico em Ômega3, é uma excelente alternativa para o óleo de peixe, especialmente para aqueles que seguem uma dieta vegetariana.”

Qual o melhor?

Com tantas particularidades é normal que surja a dúvida de qual deles é o melhor na hora de turbinar a dieta e, porque não, também a saúde. De acordo com a nutricionista, para pessoas saudáveis que não tenham restrições com o consumo de gorduras, o aconselhável e fazer um rodízio entre esses óleos para que todos os benefícios sejam atingidos. A profissional explica que isso é importante para garantir o equilíbrio, sobretudo quando se trata da ingestão dos Ômegas “A alimentação moderna é rica em Ômega 6 e pobre em Ômega 3, um cenário desfavorável ao organismo pois aumenta os processos inflamatórios. O ideal, portanto é que se busque um equilíbrio no consumo desses ácidos graxos, revezando estes alimentos tanto com o objetivo de variar a nutrição, quanto para diversificar o cardápio.” Obviamente, a recomendação pode mudar de acordo com o perfil e objetivo de cada indivíduo, por isso a importância do acompanhamento médico. Porém, quando consumidos de maneira equilibrada, dentro de uma dieta balanceada, todos podem trazer benefícios. Justamente por isso, a escolha mais acertada é variedade ou, até mesmo, a combinação desses óleos.

Óleo x Cápsulas

Diante disso, muitos podem se perguntar sob qual a melhor forma de consumo: os óleos ou as cápsulas? De acordo com nutricionista, uma questão importante a se avaliar na hora de comprar um óleo funcional é sua forma de extração “Esses óleos, com exceção do de coco, são sensíveis ao calor e podem ter suas propriedades afetadas quando aquecidos. Sendo assim, é importante verificar se o óleo foi obtido através da extração a frio, o que preserva seus nutrientes. Se for para usar no preparo dos alimentos, apenas o óleo de coco é liberado, os outros podem ser utilizados apenas em pratos frios como saladas. Neste sentido, o consumo de cápsulas pode ser interessante, uma vez que se garante a integridade do óleo, além de tornar a ingestão mais prática”.

Eficazes, mas quando usados com equilíbrio!

Sinara finaliza alertando que os óleos, apesar de significativamente benéficos, não fazem milagre sozinhos: “Não adianta tomar cápsulas ou abusar dos óleos esperando a gordura sumir. É preciso lembrar que estamos falando de alimentos ricos em gordura que, quando consumidos em excesso, vão igualmente levar ao ganho de peso. Portanto, não adianta incluir estes óleos na alimentação, mas continuar consumindo alimentos ricos em gorduras ruins, como a trans e a hidrogenada. Outro ponto fundamental é fugir do sedentarismo, exercício físico é sempre indispensável, mais um forte aliado nesse processo”.

Fonte: Nature Center

naturecenter

COMER PORCARIA A CADA 3 HORAS OU FICAR SEM COMER?

É melhor comer a cada 3 horas, mesmo não sendo algo tão saudável, ou é melhor ficar sem comer?

NATUE RESPONDE:

Nunca devemos ficar mais de 4 horas sem nos alimentarmos, pois, além de deixar o metabolismo mais lento (o que é prejudicial até para quem quer emagrecer), esse período sem comida aumenta as chances de perda de massa muscular, já que os músculos são degradados para a produção de energia.

Além disso, o corpo entende grandes períodos de jejum como um grande estresse, elevando os níveis do hormônio do estresse: o cortisol. Quando ele se eleva, provoca diversos efeitos adversos como insônia, mudanças de humor, ganho de peso, redução da memória e baixa do sistema imunológico.

Comer porcariadas a cada 3 horas, não vai trazer benefício algum além de atrapalhar a dieta e os benefícios de uma alimentação saudável! Só irá contribuir para você engordar! 🙂

A dica é se programar e andar sempre com um lanchinho saudável para não ser pega de surpresa.

SNACKS SAUDÁVEIS

Os snacks são ótimas opções de lanchinhos saudáveis e equilibrados, que ajudam a suprir a fome entre as refeições e dar saciedade durante o decorrer do dia [veja opções de snacks saudáveis aqui!].

BENEFÍCIOS DE COMER DE 3 EM 3 HORAS

  • Proporciona saciedade por mais tempo
  • Evita o excesso de comida nas principais refeições
  • Fornece mais energia durante o dia
  • Melhora o rendimento no trabalho e demais atividades diárias
  • Contribui para manter os níveis de glicemia normais
  • Evita sintomas como cansaço, apatia e falta de concentração, entre outros.

OPÇÕES DE LANCHINHOS SAUDÁVEIS, RÁPIDOS E PRÁTICOS:

  • Biscoitos e bolachas: são ricos em carboidratos, ideais para o fornecimento de energia. Porém, deve-se evitar bolachas recheadas e açucaradas, dando preferência para os biscoitos saudáveis, como os integrais, uma vez que são ricos em fibras.
  • Barras de cereal: práticas e ideais para consumir nos intervalos entre as principais refeições. As barrinhas são ricas em fibras que regulam o intestino e contribuem para o aumento da saciedade.
  • Smothies: uma maneira prática de garantir os benefícios das frutas. Ricos em vitaminas e minerais essenciais, os smothies auxiliam no bom funcionamento do organismo, além de apresentar ação antioxidante, mantendo o equilíbrio corporal.
  • Nozes, castanhas, amêndoas, amendoim e macadâmia: ricos em vitaminas e minerais, possuem ação antioxidante, além de serem ricos em gorduras saudáveis, que contribuem para o bom colesterol, beneficiando a saúde cardiovascular.

Então, já sabe: nada de ficar em jejum!

logo-natue

Frutinha asiática que acelera o emagrecimento!

Conheça já a frutinha asiática que acelera o emagrecimento!

GOJI BERRY PREMIUM DA NU3 NATURALS

Goji Berry Premium da Nu3 Naturals é composto unicamente por goji berry desidratado, sem adição de açúcar e aditivos alimentares, como conservantes, corantes, aromatizantes, preservando todas as propriedades nutricionais deste superalimento.  O goji berry é rico em nutrientes como carotenóides (betacaroteno, licopeno, luteína e zeaxantina), vitamina C, magnésio, selênio, zinco e aminoácidos como a taurina, tornando-a um alimento completo nutricionalmente.

RECOMENDAÇÕES DE USO:

Goji Berry Premium Nu3 Naturals pode ser consumida in natura ou adicionada a sucos, salada de frutas, vitaminas, iogurte, bolos, doces e pães, enriquecendo o sabor e o valor nutricional das preparações.

Goji Berry Premium Fruta Desidratada – Nu3 Naturais

Medida:
100g
Características:
  • Contém ingredientes naturais
  • Para Vegano
  • Sem adoçantes artificiais
  • Livre de corantes artificiais
  • Sem aromatizante artificial
  • Sem glúten
  • Sem lactose
  • Livre de conservantes
  • Sem açúcar


Super ofertas de produtos emagrecedores é na Natue!

❤ ❤ ❤