Interior Fashion Arts/2016 | A Moda e Seus Infinitos Cafezais

Ribeirão Preto irá sediar o maior evento de moda do interior de São Paulo.

O IFA será de 20 a 22 de outubro com showroom de moda atacadista, palestras e desfiles com marcas e estilistas renomados.

A Estrada de Ferro Mogiana foi responsável pelo notável progresso da Vila do Ribeirão Preto, a partir de 1883. Além da ferrovia, as correntes migratórias que paulatinamente foram substituir a força do trabalho escravo representaram outro fator de progresso do Município. A produção cafeeira impulsionou a economia do Oeste Paulista e dessa forma, a aristocracia tinha acesso a todas as novidades lançadas na Europa. O café foi um dos responsáveis pelo progresso econômico da cidade que viveu anos de glória, tornando-se a “capital mundial do café”.

Devido à sua agitada vida noturna, Ribeirão Preto foi denominada “petite Paris” (pequena Paris). O grande poder aquisitivo dos coronéis do café fez com que a cidade se desenvolvesse a ponto de ser comparada a grandes metrópoles da época, como a capital francesa. Imitando sua arquitetura e hábitos sociais, surgiram vários teatros e sociedades que promoviam os eventos e entretenimentos sociais.

As modas de cores de vestidos, de enfeites de chapéus, de espartilhos, de penteados, eram seguidas pelas mulheres da “alta sociedade” cafeeira. Estas mulheres também tinham agora uma vida noturna – na qual podiam “desfilar” seus suntuosos vestidos – iam a bailes, cinemas, teatros, cafés e praças. O luxo adquiriu proporções tamanhas que as mulheres da sociedade que tinham maiores condições financeiras, iam a Paris para se vestir, se calçar, se pentear e se perfumar.

Muitos enxovais de casamento das mulheres ribeirão-pretanas eram encomendados a costureiras parisienses. Os ribeirão-pretanos abastados possuíam seu próprio apartamento em Paris. Ribeirão Preto, envolvida na dinâmica da cultura cafeeira, era um pólo de extrema importância na urbanização das cidades interioranas e receptoras das novidades europeias.

A significação da moda está nas relações, nas vivências, nas representações e naquilo que direciona a conexão dos indivíduos com as roupas. A busca pelo belo sempre esteve presente em nossa sociedade, através de suas roupas que expressam ideias, conceitos e atitudes.

O que é o evento?

O Interior Fashion Arts (IFA) é um evento que veio por conta da ausência de uma ação que envolva moda e arte no interior de São Paulo, começando por Ribeirão Preto. É um nicho ainda muito a ser explorado, pois podemos observar que as principais regiões do País possuem um evento como esse. O objetivo é fomentar a região para negócios com esses setores, onde grandes marcas e estilistas apresentarão as tendências na passarela e lojistas atacadistas poderão lançar novas coleções e fechar negócios na feira interna. Pessoas ligadas a arte também terão espaço para expor trabalhos e realizar ações dentro do evento.

Moda e negócios

O evento envolverá feira de negócios atacadista, palestras e desfiles de grandes estilistas, no Centro de Eventos Taiwan. O evento vem de encontro com a pesquisa do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) Maps, que aponta que o potencial de consumo no setor será 9,3% maior que em 2015, superando R$ 825 milhões.

Uma exposição de estilos recepcionará os visitantes na entrada do evento. Com o tema “A moda e seus infinitos Cafezais”, a mostra terá como proposta aliar moda e arte. Renomados estilistas da cidade e da região foram convidados pelo IFA para resgatar a moda da época de ouro em Ribeirão Preto e transportar os estilos das baronesas para as tendências atuais. No final do evento, as roupas e acessórios serão leiloadas para entidades locais.

Palestras promovidas pelo Departamento de tecnologia de Moda do SENAI de São Paulo e Franca/SP e pelo SEBRAE e a Galeria de Artes produzida pela Secretaria de Cultura da cidade também fazem parte da programação do Interior Fashion Arts.

Promovido pela Dress Code Eventos e Oceano Azul Eventos, o IFA já conta com o patrocínio de empresas ligadas ao segmento, como o Shopping Iguatemi Ribeirão Preto e a grife Golfe Class, além do apoio da Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto (Acirp), do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Senai, Sebrae, Sindicato das Indústrias do Vestuário de Ribeirão Preto (Sindiverp) e Convention & Visitors Bureau e Secretarias de Cultura e Turismo.

Glamour

Durante três dias, a cidade de Ribeirão Preto irá respirar moda. Enquanto ocorre a feira de negócios voltada para lojistas do varejo e para aqueles que querem mergulhar neste universo da moda, quatro desfiles ocorrerão a cada dia. Para o primeiro dia já está confirmado João Pimenta, que irá lançar uma coleção exclusiva no IFA. O estilista desfila há cinco anos no SPFW. O credenciamento de visitantes é gratuito pelo site www.interiorfashionarts.com.br.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A entrada será gratuita!!!

Demais Né!!! Ansiosa?

BoRaLá! 🙂

4

Claudio Zoli é atração da temporada de shows do Festival Canta Brasil

Realizado em São Paulo, projeto promoverá mensalmente shows de artistas já consagrados, que terão suas apresentações sempre abertas por um jovem talento.

Dar voz aos novos talentos da música popular brasileira. Essa é a missão do Festival CANTA BRASIL, projeto realizado pela Capty Group Produções e Eventos que, entre julho e outubro de 2016, reunirá estrelas consagradas e promessas da música em diversas apresentações na cidade de São Paulo. Os eventos contam com patrocínio da Lorenzetti, empresa líder em duchas, chuveiros, torneiras elétricas e aquecedores de água a gás.

A próxima apresentação ocorrerá nos dias 05 e 06 de Agosto, a partir das 21h30, no Bar Brahma Centro, na famosa esquina das avenidas Ipiranga e São João e receberá o cantor Claudio Zoli, que após um hiato de seis anos desde “Diamantes”, surpreende e vem com um trabalho 100% inédito e autoral e revela também seu lado de arranjador e produtor musical. Além de sua tradicional pegada dançante, o disco intitulado “Amar Amanhecer” conta também com inspirações românticas, embalados por deliciosas bossas e balanços. Vocalizações e suingues característicos acompanhados aos acordes de guitarra, tornaram-se e uma assinatura em seu trabalho.

“Este CD é um divisor de águas em minha carreira, sempre tive vontade de fazer um trabalho assim, mas faltava inspiração. Agora que encontrei ninguém me segura”, revela o cantor. O álbum recebeu excelentes críticas, sendo recomendado pela Revista Veja e Revista Rolling Stones como um dos destaques do ano. Atualmente o artista se encontra com a turnê “Amar Amanhecer” excursionando por todo o país.

O Festival dará espaço também a vozes menos conhecidas do grande público, como o cantor Walmir Borges, que abrirá o show do Claudio Zoli e apresentará as suas próprias canções e também regravações de “Menina Carolina”, do mestre do samba rock Bebeto, passando ainda pela música incidental “Jorge da Capadócia”, de Jorge Ben Jor. O segundo CD da carreira do cantor, intitulado “Ella”, teve tema exclusivo: o olhar sobre o feminino.

“A união de uma personalidade já consagrada na música com um novo talento é uma maneira de convidar o público, que já aprecia os cantores e as canções famosas, a ouvir vozes menos conhecidas no Brasil, mas que também contam com boa bagagem e muita competência”, explica Marcia Soares, diretora geral do projeto.

Para a patrocinadora do festival, a iniciativa irá inspirar muitos outros talentos e também fortalecerá a música popular brasileira. “Faz parte da  nossa filosofia apoiar projetos que fomentam a cultura. Acreditamos que a iniciativa do Festival Canta Brasil pode transformar o meio musical e dar uma nova cara à MPB, ao unir grandes nomes e novos talentos da música brasileira”, destaca Alexandre Tambasco, gerente de marketing da Lorenzetti.

Com o incentivo do ProAC, da Secretaria da Cultura, da Radio Eldorado e da agência de comunicação Grupo Image, e realização da Capty Group, o Festival Canta Brasil conta com a direção musical de Kiko Moura e levará, uma vez por mês, diversas atrações ao palco do Bar Brahma.

3 - ficadica