NATUE | MATCHÁ

SAIBA TUDO SOBRE O MATCHÁ

O consumo de chá conquistou povos de diferentes partes do mundo, principalmente os japoneses, conhecidos por realizar o “chanoyu”, uma cerimônia milenar em que é preparado o matchá, um tipo de chá verde obtido a partir das folhas da Camellia sinensis.

Todo esse preparo especial não é para menos: por ser cultivado na sombra e passar por um processo de secagem em que as folhas são maceradas lentamente até virar pó, o matchá é considerado uma bebida nobre, inclusive pelos benefícios que oferece à saúde. Esse processo de cultivo aumenta a concentração de clorofila e outros aminoácidos, como a L-teanina, que confere um sabor mais suave e ajuda a equilibrar a ação da cafeína, já que tem ação relaxante.

BENEFÍCIOS DO MACHÁ

O matchá é considerado um dos alimentos com maior poder antioxidante que existe, com 137 mais catequinas que o chá verde comum. Essas substâncias antioxidantes possuem a capacidade de neutralizar a ação dos radicais livres nos tecidos, o que ajuda a prevenir o envelhecimento celular e o desenvolvimento de diversas doenças, como problemas cardiovasculares e até câncer. Além de todos esses benefícios, esse chá ainda possui ação anti-inflamatória, ajuda a diminuir os níveis de colesterol no sangue, a eliminar as toxinas do organismo – ou seja, apresenta propriedades detox – e também é um poderoso termogênico.

COMO TOMAR O MATCHÁ

O matchá é encontrado na forma de um pó verde, com sabor amargo característico. Ele pode ser preparado como chá (basta diluir uma colher de sopa de matchá em 300 ml de água) ou no preparo de shakes, sucos, vitaminas, tortas, sobremesas e bolos. Apenas uma xicara de chá ao dia já garante os seus benefícios, mas seu consumo deve estar aliado à alimentação equilibrada e à prática de atividade física.
É preciso armazenar o matchá com cuidado, preferencialmente em um pote bem fechado e no escuro, para evitar a oxidação e a perda de suas propriedades.

EQUIPE NATUE

natue

O QUE COMER ANTES DE DORMIR?

Durante o sono, o corpo descansa, principalmente o cérebro, órgão responsável por todas as ações desempenhadas pelo corpo ao longo do dia, como “guardar” todas as informações utilizadas enquanto se está acordado, como as memórias. A dificuldade de dormir ou de manter um sono continuo é um problema vivido por muitas pessoas, e muitas vezes está relacionada a alimentação. Uma alimentação saudável e equilibrada é um dos fatores para ter uma noite de sono com qualidade.

ALIMENTOS QUE AJUDAM A TER UM BOA NOITE DE SONO

Alguns alimentos com propriedades calmantes auxiliam o organismo a ter um sono prolongado e com qualidade. Estes alimentos possuem substâncias precursoras de hormônios que promovem sensação de bem-estar, como o triptofano, aminoácido percussor da serotonina e da melatonina, ambos relacionados com a sensação de bem-estar e indução do sono, além de serem responsáveis por diminuírem os níveis de cortisol no sangue, e consequentemente o estresse.

O triptofano é encontrado em quantidades menores em alimentos fonte de proteínas e em grandes quantidades em:

  • Aveia
  • Iogurtes
  • Soja
  • Milho
  • Banana
  • Tâmaras
  • Ovos e no leite

Quando consumido alimentos fontes de proteína, principalmente do aminoácido triptofano, junto com alimentos fontes de carboidratos, se tem a facilitação na captação desse aminoácido na corrente sanguínea, onde a insulina age como facilitadora durante a absorção do aminoácido pelo cérebro.

ALIMENTOS QUE DEVEM SER EVITADOS

DURANTE A NOITE!

Alguns alimentos possuem substâncias que são estimulantes para o cérebro, e quando ingeridas perto do horário em que se deseja dormir, agem ativando o sistema nervoso central, e assim inibindo a liberação de serotonina e de melatonina, ambas responsáveis pelo sono.

A principal substância consumida é a cafeína, presente no café, refrigerantes sabor cola, chocolates, erva mate e guaraná. Esta substância pode evitar que se durma ou até mesmo evitar um sono contínuo, fazendo com o sono seja interrompido durante a noite.

Outra substância é a tiramina, encontrada em queijos amarelados, principalmente no queijo cheddar. A tiramina afeta a liberação de noradrenalina, responsável por induzir o sonho, que ocorre quando se está em um sono profundo. O mesmo acontece quando se consome álcool durante a noite.

O consumo de alimentos gordurosos também não é indicado antes de dormir, pois dificulta a indução do sono. O motivo para que isso ocorra, se dá pelo fato da digestão desses alimentos demorarem mais do que o normal, fazendo com que a grande parte da energia do corpo seja desviada para essa função, causando desconfortos.

DICAS DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA DORMIR BEM

  • Consumir alimentos com baixa quantidade de gordura em sua composição, e que facilitam o processo de digestão
  • Prefira bebidas que contenham substâncias calmantes, como chá de erva cidreira, chá de camomila, passiflora, suco de maracujá, leite quente com mel
  • A oleaginosas (castanha do Pará, castanha de caju, amêndoas) são ótimas fonte de selênio e de triptofano, que auxiliam na produção de serotonina
  • Se alimente 2 horas antes de dormir, para que não tenha a sensação de estufamento ou desconforto abdominal
  • Evite consumir alimentos que sejam estimulantes perto do horário em que for dormir
natue