The Future of Fashion | London

Loja de varejo The Future of Fashion apresenta as marcas de moda mais inovadoras de Londres.

Foto Divulgação

Uma nova loja abriu em Londres dedicada ao futuro da moda. O espaço é uma parceria entre a Incubus Ventures e o Camden Market, que pretende mostrar ao público os estilistas e designers de moda mais inovadores do Reino Unido, principalmente os que os unem tecnologia e moda. Durante os próximos três meses, as novas marcas terão a chance de mostrar suas coleções e gerar novos negócios.

A loja de varejo The Future of Fashion estará aberta até o final de setembro no famoso Camden Market e a loja contará com uma constante mudança no line-up das marcas, que foram selecionadas porque oferecem uma nova moda e novas experiências de varejo, como a impressão 3D, verificação do corpo em 3D e técnicas de corte a laser.

Foto Divulgação

As marcas que estão atualmente em exposição no espaço incluem:

TD Kent – Marca de óculos de luxo sob medida que utiliza materiais diferentes embutidos em resina, utiliza impressão 3D e as últimas tecnologias de digitalização do rosto para criar um único par de óculos desenhados especificamente para o cliente.

Bodi.me – Empresa que combina os dados recolhidos a partir dos scanners corporais em 3D do cliente com os tipos de roupas disponíveis e recomenda um tamanho exato para ele vestir, reduzindo a frustração que resulta da entrega do tamanho errado.

Zolà – Marca que cria roupas com edição limitada, com estampas e desenhos artesanais criados pela artista, fotógrafa e designer Zoë Lower. Ela manipula suas próprias pinturas e imagens, desde flores a paisagens do oceano, para criar cativantes caleidoscópios e obras de arte da moda. Zoë também dirige e fotografa todas as imagens para as campanhas da marca. Cada estilo é limitado para apenas 10 peças para cada estampa digital.

REIN – Marca de moda feminina inovadora que está crescendo rápido pois usa um único processo de corte a laser para cria roupas futuristas e minimalistas. A marca caiu nos gostos de Lady Gaga, Eva, Charli XCX e Little Mix.

ESPIA SÓ!

A loja The Future of Fashion além de ser um espaço envolvente e interativo, sediará eventos regulares com os designers residentes, bem como desfiles e lançamentos de produtos para os mais de 500.000 visitantes que vêm para Camden Market a cada semana.

Os designers residentes fazem parte do programa de aceleração de star-tups de varejo Incubus Ventures, que também lhes fornece acesso a uma grande rede de mentores. Representantes da Nike, Marks and Spencer, ASOS e Net-a-Porter irão fornecer aos jovens empreendedores conselhos e orientações sobre planos de negócios, vendas, marketing e muito mais. Londres quer se tornar a capital mundial da moda tecnológica.

Fonte: StyloUrbano

 

Modeclix *Tricô em Impressora 3D*

A estilista Iris Van Herpen encanta o mundo da moda com suas coleção feitas de impressão 3D, mostrando o futuro e as potencialidades de fabricação de roupas através dessa tecnologia inovadora. Enquanto as obras criadas por Iris sejam mais adequadas para a passarela ou até mesmo um museu, outros esforços estão sendo feitos para usar a tecnologia de impressão 3D na criação de roupas de uso diário.

Uma equipe de desenvolvedores da Universidade de Herfordshire na Inglaterra, anunciou recentemente que criou uma coleção protótipo de vestidos de tricô de impressão 3D com a sua tecnologia Modeclix. O projeto foca na criação de tecidos feitos de impressão 3D que possuem qualidades semelhantes ao tricô de malha, que podem ser utilizados numa série de peças de vestuário que são personalizáveis.

O Modeclix quer criar uma nova visão de futuro na moda. O projeto foi liderado pelo Dr. Shaun Borstrock na Digital Hack Lab da Universidade de Hertfordshire, em colaboração com a especialista em design 3D Mark Bloomfield da Electrobloom, uma empresa que fabrica jóias de impressão 3D. A intenção é criar roupas feitas de impressão 3D simulando padrões de tricô com tecidos impressos flexíveis.

Os tecidos são impressos em pedaços ao invés de uma roupa inteira, com isso a Modeclix permite que a roupa possa ser personalizada em qualquer formato e tamanho, durante as fases de concepção em 3D, ou mesmo após a impressão. Isto é, os tecidos de impressão 3D podem ser coloridos e tingidos com facilidade, e podem ser ajustados e unidos por fixação nas ligações à mão.

Mark Bloomfield acrescenta: “Eu passei os últimos 25 anos explorando formas de como a tecnologia de impressão 3D pudesse melhorar as técnicas de produção de jóias e acessórios, e isso tem sido uma oportunidade fantástica para acelerar essa pesquisa ainda mais. Há um enorme potencial para desenvolver técnicas de construção complexas que desafiam o corte padrão tradicional e criam roupas que são multi-funcionais, customizáveis e fáceis de usar “.

Trabalhos como este indicam uma evolução muito positiva para a indústria da moda, permitindo ao indivíduo imprimir no futuro suas próprias roupas em casa ou encomendar roupas personalizáveis e sob medida pela internet e recebê-las em sua casa. Com a impressão 3D e o progresso das ciências de materiais, os consumidores poderão usar roupas feitas sob medida com maior qualidade, melhor ajuste, atraentes e com um bom preço também.

Até agora, a coleção é composta por oito vestidos coloridos e dois acessórios para decorar a cabeça que serão apresentados oficialmente 21 de abril no Mercedes-Benz Bokeh Fashion Film Festival na África do Sul. A coleção também estará disponível para visualização online a partir de 01 de maio no site Digital Hack LabModeclix.

Espia Só!

ReBlog: StyloUrbano

👗 👚 👗

Stratasys Define Novo Movimento em 3D Printed Fashion em New York Fashion Week 2016

No New York Fashion Week 2016, Stratasys tem feito história na moda com dois novos vestidos estampados em 3D espetaculares. Criado por designers de moda inovadores threeASFOUR e Travis Fitch, o “Pangolin” e “Harmonograph” 3D fazem parte da coleção Biomimética de threeASFOUR. Ambos foram produzidos com impressoras Objet500 Connex3 3D  Stratasys.

O vestido 3D PRINTED PANGOLIN DRESS foi inspirado em várias texturas de animais e constituído de 14 peças. O vestido, é composto por peças flexíveis e rígidas, que permitem um aspecto tridimensional que só seria possível com impressão 3D. Os multi-materiais da impressora também permitiram que os estilistas pudessem estruturar determinadas partes do vestido mais rigidamente para acomodar adequadamente aos movimentos da modelo.

O vestido 3D PRINTED HARMONOGRAPH DRESS, por sua vez, foi baseado na geometria da sequência de Fibonacci e se enrola no corpo em três espirais intrincados e detalhados, criando um efeito harmonógrafo. Ambos os vestidos da coleção Biomimética da threeASFOUR são inegavelmente impressionantes e com um design único.

Os vestidos 3D impressos foram criados com um material de impressão 3D elastomérica nano especial reforçada, comercialmente disponível ainda em 2016, o que essencialmente constitui uma nova marca têxtil que se estende por 6 maneiras diferentes – para cima e para baixo, esquerda e direita, para a frente e para trás – “a criação de um novo tipo de movimento”, de acordo com Gabi Asfour de threeASFOUR. A colaboração com threeASFOUR é o último de uma série de alto perfil de moda e design colaborações para Stratasys, que incluíram Prof. Neri Oxman, Iris van Herpen, Francis Bitonti, Julia Koerner, Eyal Gever, Nick Ervinck, Zaha Hadid Architects e mais . Assista a este vídeo inspirador para ouvir como de threeASFOUR Gabi Asfour, Adi Gil e Angela Donhauser, bem como designer de NY Travis Fitch, usando a impressão Stratasys 3D para redefinir o possível em moda e design. 

Espia Só!

✨ ❤️ ✨✨ ❤️ ✨✨ ❤️ ✨

Iris Van Herpen & Robôs de impressão 3D em seu desfile de Primavera Verão 2016

Pra quem não conhece Iris Van Herpen é uma estilista holandesa (que eu aDoRo e como não coloquei no Blog nada sobre ela ainda, resolvi mostrar um pouquinho do seu trabalho). Nascida em 1984 na cidade de Wamel, iniciou sua própria marca em 2007, após se formar em Design de Moda na ArtEZ, em Arnhem, também na Holanda. Enquanto estudante, ela estagiou com ninguém menos que Alexander McQueen, em Londres. Além de McQueen, Hussein Chalayan e Nicolas Ghesquière que são os designers mais admirados pela estilista.

Robôs de impressão 3D ‘performance artística tecendo cordões’

Suas criações frequentemente misturam elementos de moda, arte e escultura, usando materiais específicos do design de produtos e da arquitetura.  Além da matéria-prima diversa, Iris coloca a tecnologia a seu favor, já que algumas peças são desenhadas no computador e feitas a laser, pois utilizam técnicas difíceis de serem feitas à mão. No entanto, em boa parte de seu trabalho, a estilista combina o uso da tecnologia com artesanato.

Nesta temporada de Primavera Verão 2016Iris apresentou uma coleção que, embora não tão chamativa como coleções anteriores, muito linda. As modelos com cabelos presos para trás e maquiagem neutra, encarnaram a aura de uma mulher guerreira forte.

Ela apresentou na passarela vestidos feitos de corte a laser e uma malha de impressão 3D feita por robôs sobre o corpo da atriz Gwendoline Christy (a Brienne de Tarth de Game of Thrones). Iris Van Herpen com certeza merece o apelido de sucessora de McQueen! Segundo a estilista, sua coleção de Primavera Verão 2016 foi inspirada nas pontes de árvores vivas da Índia.

“O belo potencial das plantas e outros organismos para formar arquitetura me inspirou a fazer uma coleção que está emaranhada como um labirinto ao redor do corpo”, disse a estilista sobre sua coleção de Primavera Verão 2016.

Confira: Iris Van Herpen *2016 Spring Summer*

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os sapatos foram inspirados pelos  altos chopines, tão populares nos séculos XVI e XVII em Veneza, mostrando como Iris se inspira no passado para trazer sua especial visão futurista sobre a moda. De acordo com a Vogue, os chopines costumavam ser um marcador de posição social, mostrando o status ou a disponibilidade das senhoras. A exibição de riqueza das senhoras era mostrado ​​pelas altas plataformas e as saias.

Mas Iris não se concentrou apenas no show espetacular, ela também dá especial atenção aos detalhes. Apresentando leggings futuristas e vestidos com malha tridimensionais cheias de cristais Swarovski.

Iris é uma estilista que destoa de um jeito bom do tradicionalismo recorrente dos estilistas da alta-costura, que, para ela, precisa de uma nova imagem, novas técnicas, experimentações, materiais e conceitos modernos, como são o futuro e a inspiração da moda. Entre todos os “couturier”, Ricardo Tisci é seu preferido, pela maneira que utiliza artesanato de uma maneira nova. “É tradicional e futurístico ao mesmo tempo”, explicou ela.

Espia Só!

Se a alta-costura precisa de novidade, talvez atenda pelo nome de Iris Van Herpen.

 circulo1

Fonte: STylo Urbano

🌸🌷🌼🌹🌸