CHUFA: Um Superalimento!

logo-natue

CHUFA: CONHEÇA OS PODERES DESSE SUPERALIMENTO

Chufa_capa

Em 1986, Caetano Veloso já entoava “orchata de chufa, si us plau” em Vaca Profana, música do álbum Totalmente Demais. Os versos, declamados em catalão, se referem à “horchata de chufa”, uma bebida famosa na Espanha que utiliza como principal ingrediente a chufa, um superalimento que tem sido cada vez mais consumido.

Presente na dieta dos espanhóis há mais de 4 mil anos, somente agora a chufa – também conhecida como tigernuts – caiu nas graças dos brasileiros. Os motivos não são poucos: por sua rica composição nutricional, a chufa oferece diversos benefícios à saúde. Além de não conter glúten e ser livre de sódio, ou seja, pode ser consumida por pessoas celíacas e hipertensas, a chufa contém vitaminas e minerais que ajudam no combate aos radicais livres, no bom funcionamento do sistema imunológico e na saúde óssea.

Benefícios_Chufa

O QUE É CHUFA OU TIGERNUTS

A chufa, também conhecida como tigernuts, é um tubérculo com alto teor de fibras, proteínas e açúcares naturais, por isso recebeu o status de superalimento. É uma planta tradicionalmente cultivada na Espanha, mas há relatos de seu cultivo em antigas civilizações egípcias, que utilizavam esse alimento por suas ricas propriedades nutricionais.

COMO CONSUMIR CHUFA

No Brasil, a chufa (ou tigernuts) é encontrada de duas formas: sem casca, que pode ser consumida pura ou com frutas no café da manhã ou no intervalo entre as principais refeições; e como farinha integral, que pode ser utilizada em diversas preparações, como bolos, tortas e salgados.

Ficou curioso e quer experimentar a Chufa? Clique aqui e depois conte para a gente o que você achou!

logo-natue

❤ ❤ ❤

Principais Alimentos Que Combatem o Envelhecimento!

envelhecimentoVocê sabia que só de respirar já produzimos radicais livres? Essas substâncias favorecem o envelhecimento precoce, surgimento de manchas na pele, linhas de expressão, rugas e até doenças.

Essas moléculas são produzidas o tempo todo, seja quando nos exercitamos, tomamos sol, fumamos ou até mesmo quando entramos em contato com a poluição. No entanto, é possível amenizar seus efeitos por meio da alimentação. Confira:

ALIMENTOS QUE POSSUEM RADICAIS LIVRES

Entre os alimentos que aumentam a produção de radicais livres podemos citar os alimentos muito queimados ou assados em brasa, frituras e outros alimentos ricos em gorduras saturadas, carnes em excesso (principalmente grelhadas ou defumadas), bebidas alcoólicas em excesso e alimentos industrializados, ricos em sódio, corantes e conservantes artificiais.

COMBATE AOS RADICAIS LIVRES

Há dois grandes aliados que ajudam a combater o efeito dos radicais livres no organismo: a dieta detox e os alimentos antioxidantes.

1- A dieta detox

Os alimentos indicados nessa dieta ajudam a eliminar as substâncias toxicas do organismo, incluindo o excesso de radicais livres, fazendo uma “limpeza interna” no corpo. Os principais alimentos detox são:

  • Chá verde
  • Alcachofra
  • Couve
  • Própolis
  • Limão
  • Frutas, verduras e legumes (de preferência orgânicos)

2 – Alimentos antioxidantes

Os alimentos que fazem parte dessa dieta apresentam carga positiva. E os radicais livres, carga negativa. Essa “combinação” torna os radicais livres inofensivos, já que são neutralizados. Assim, o seu efeito oxidativo é anulado, ou seja, os radicais livres perdem a ação de causar danos no organismo. Os principais nutrientes antioxidantes dessa dieta são:

  • Vitamina C: frutas cítricas (como laranja e limão) e vegetais de folha verde-escura (como brócolis e couve)
  • Vitamina A: cenoura, abóbora, mamão, batata-doce e damasco seco
  • Vitamina E: óleos vegetais, castanhas, germe de trigo, nozes e amêndoas
  • Flavonoides: uva e frutas cítricas
  • Licopeno: tomate
  • Catequinas: chá verde, uva e morango
  • Isoflavonas: soja
  • Betacaroteno: presente nos vegetais verde-escuros e amarelo-alaranjados
  • Ácido fenólico: morango, brócolis, berinjela, frutas cítricas, repolho, uva, cenoura, tomate e grãos integrais
  • Quercetina: casca de uvas e vinho
  • Matchá e Cúrcuma (também conhecido como açafrão da terra)

Como produzimos cada vez mais radicais livres por conta da vida estressante e corrida, poluição e má alimentação, é imprescindível consumir boas quantidades de antioxidantes para evitar o desequilíbrio do corpo. Além de simplesmente viver mais tempo, é preciso ter mais saúde e bem-estar. Assim, uma alimentação balanceada e um ritmo de vida equilibrado são fundamentais para ter longevidade.

logonatue1Com a missão de estimular cada vez mais pessoas a terem uma vida equilibrada e saudável, a Equipe Natue é composta por jornalistas e nutricionistas empenhadas em promover a adoção de hábitos saudáveis por meio de informações de qualidade.

Gostaram?positivo-rosa


logo-natue