DIETA DO CHÁ | VEJA QUAIS SÃO SEUS BENEFÍCIOS

O chá é uma bebida originária da China. Reza a lenda que o imperador Chen Nung, por volta de 2.800 a.C. resolveu tomar uma xícara de água quente quando algumas folhinhas de um arbusto caíram acidentalmente no líquido fervente. O imperador acabou gostando do sabor inusitado e passou a prepará-lo. Entretanto, apenas a partir de 600 d.C. é que o chá se tornou a bebida oficial da China, espalhando-se também para outros países e continentes.

A rigor, a palavra “chá” refere-se somente à bebida que se faz da infusão das folhas da planta camellia sinensis (que inclui o chá preto, o chá verde, o chá branco, o chá vermelho e o chá oolong). Quando são utilizadas outras plantas ou frutos, como o mate, a cidreira, a hortelã, limão e o gengibre, o nome correto é infusão.

BENEFÍCIOS DO CHÁ

Muitas pesquisas referem-se aos benefícios do chá e das infusões. Dependendo da planta ou do fruto que os origina, algumas doenças podem ser evitadas e alguns sintomas podem ser minimizados. Algumas plantas têm efeito calmante, outras desintoxicam, outras aceleram o metabolismo, algumas são diuréticas e outras podem ser utilizadas como chá para emagrecer.

CHÁ EMAGRECE?

O consumo regular de chá, associado a uma dieta equilibrada e à prática de atividade física pode auxiliar na perda de peso. O chá verde, por exemplo, tem em sua composição substâncias que além de serem antioxidantes potentes (prevenindo o câncer e o envelhecimento precoce), aceleram o metabolismo e facilitam a digestão.

O chá de hibisco, por sua vez, tem propriedades diuréticas e pode ajudar o processo de emagrecimento ao evitar a retenção de líquidos. Chás com efeito calmante, como o de camomila e o de maracujá, podem diminuir os níveis de ansiedade e, consequentemente, a compulsão alimentar e a ingestão de alimentos mais calóricos.

O chá de gengibre para emagrecer também é muito indicado, já que o gengibre oferece ação termogênica e favorece a queima de gordura. Além disso, o chá de gengibre tem propriedade anti-inflamatória, ajuda na digestão e na eliminação de gases.

Entretanto, se você está buscando perder peso, o consumo diário de chá deve estar associado a uma dieta com cardápio equilibrado e saudável. O chá não deve substituir nenhuma refeição, pois é nutricionalmente pobre e incompleto, devendo atuar como um complemento.

QUAL O MELHOR CHÁ PARA EMAGRECER?

Essa dúvida é muito comum entre as pessoas que querem perder peso, mas não existe o melhor chá para emagrecer, já que cada erva oferece um tipo de propriedade que contribui para o processo de emagrecimento. Pode-se combinar, no máximo, até três tipos de plantas para preparar o chá, mais do que isso pode prejudicar a ação de seus princípios ativos no organismo.

PRECAUÇÕES AO CONSUMO DE CHÁS:

  • Nem toda plantinha pode ser consumida na forma de infusão. Informe-se antes de começar a ingeri-la.
  • O chá não substitui integralmente a água, portanto, continue consumindo-a pura também.
  • Chás e infusões podem ter contraindicações e interagir com medicamentos. Consulte sempre um nutricionista ou um médico.
  • Alguns chás, como o chá verde e o chá preto, são muito estimulantes e não devem ser ingeridos à noite.
  • O chá é mais saudável se não for adoçado.

POR:  EQUIPE NATUE

logo-natue

CHÁ DE CAVALINHA: EMAGRECE E ELIMINA TOXINAS

O QUE É CAVALINHA?

A cavalinha é uma planta da espécie Equisetum arvense, também conhecida como equisseto e cana-de-jacaré. Recebe este nome pela semelhança do seu caule com a cauda de um cavalo. Nativa de áreas pantanosas do Brasil e da Europa, é muito utilizada como fitoterápico, sendo encontrada na forma de extrato seco, em cápsulas ou para o preparo de chás com as suas partes aéreas.

CAVALINHA: BENEFÍCIOS

A cavalinha é fonte de diversos sais minerais, como potássio, cálcio, fósforo e compostos hidrossolúveis derivados do silício, saponinas, flavonoides e vitamina C.

CHÁ DE CAVALINHA: PARA QUE SERVE

Devido ao seu perfil nutricional, o chá da cavalinha é recomendado para:

  • Ajudar no emagrecimento
  • Reduzir o inchaço
  • Colaborar para a eliminação de toxinas
  • Melhorar a saúde da pele

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), a cavalinha é indicada em casos de inchaço por retenção de líquidos, já que os seus flavonoides e sais de potássio oferecem uma potente ação diurética.

Por ser fonte de vitamina C, a cavalinha pode oferecer ação antioxidante, importante para neutralizar os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce e maior risco para doenças. O silício é um mineral com propriedade remineralizante e, por isso, contribui para a manutenção de colágeno, favorecendo o aumento da elasticidade dos tecidos. A cavalinha pode ser utilizada nos tratamentos de fraturas e doenças reumáticas também pelo seu potencial anti-inflamatório.

CAVALINHA EMAGRECE?

Por ter uma ação diurética, que diminui o inchaço, a chá de cavalinha para emagrecer pode ser indicado, lembrando que o emagrecimento se dá pela perda de líquidos e não pela redução da gordura.

Além disso, a sua potente ação antioxidante ajuda no processo de eliminação de toxinas, facilitando o processo de emagrecimento. O mais indicado é aliar o consumo do chá de cavalinha com uma dieta equilibrada e saudável, além de exercícios físicos regulares.

COMO FAZER CHÁ DE CAVALINHA

A melhor forma de preparar o chá de cavalinha é fazer uma infusão: aqueça 150ml de água e acrescente 1 colher de sopa da cavalinha. Abafe, coe e sirva a seguir. O chá de cavalinha pode ser consumido de duas a quatro vezes ao dia. Se for prepará-lo para consumir ao longo do dia, prefira armazenar o chá em garrafa de vidro.

O consumo de cavalinha em cápsulas deve ser de acordo com a recomendação do fabricante ou a orientação de um médico ou nutricionista.

CHÁ DE CAVALINHA: EFEITOS COLATERAIS

O uso prolongado da cavalinha pode provocar dor de cabeça e anorexia. Altas doses

Podem levar à irritação gástrica e urinária, além de reduzir os níveis de vitamina B1.

CHÁ DE CAVALINHA: CONTRAINDICAÇÕES

O chá de cavalinha não deve ser utilizado por pessoas com insuficiência renal e cardíaca e por que tem gastrite e úlceras duodenais, já que os taninos e sais silícicos da cavalinha podem irritar a mucosa gástrica. Seu consumo também é contraindicado por quem faz uso de anticoagulantes, diuréticos e anti-hipertensivos. Grávidas não devem consumir o chá da cavalinha antes de consultar um médico.

Por: Equipe Natue

logo-natue

ENTRE EM FORMA MESMO SEM TEMPO OU DINHEIRO

Para ter mais saúde e bem-estar, muitas pessoas têm buscado manter o corpo em forma e queimar os quilos indesejados. Mas engana-se quem pensa que para isso é preciso gastar muito dinheiro ou passar horas na academia. Acredite, dá para se exercitar em pequenas atividades diárias, de forma leve, divertida e o melhor: gastando pouco.


“Exercícios simples, que utilizam o próprio corpo, podem ser praticados em parques, praças e praias, como caminhar e andar de bicicleta, que são excelentes alternativas. No trabalho, você pode trocar o elevador pelas escadas. Nas atividades domésticas, pode passear com o cachorro. Tudo isso são exemplos que ajudam a aumentar o gasto calórico sem grandes gastos financeiros”, explica Mauro Guiselini, professor da graduação em Educação Física do Complexo Educacional FMU.

ACADEMIA EM CASA

Nina de Moraes, criadora da página Fitness de Pobre, no Facebook, coloca na prática as dicas do educador físico. Quando estava desempregada, percebeu que era possível se exercitar utilizando recursos simples do dia a dia e concluiu que poderia ajudar pessoas com a mesma condição financeira a não desanimarem. “Acredito que até fazendo faxina com música dá para se mexer, indo a pé onde for possível em vez de ir com algum meio de transporte. O importante é não ser sedentário e melhorar a qualidade de vida, e isso não demanda gastos”, conta.

No entanto, a prática de atividade física sem a orientação de um personal trainer exige alguns cuidados. Segundo Guiselini, a recomendação básica é estar liberado pelo médico, não ser portador de doenças do sistema cardiovascular e respiratório ou ter limitações musculoesqueléticas. Também é importante estar atento a desconfortos ou dores preexistentes na coluna e articulações dos tornozelos, joelhos e quadril. “Se o praticante está inativo, ou seja, é sedentário, ou está acima do peso recomendado, é fundamental iniciar de forma progressiva: três vezes por semana, se possível em dias alternados. De 20 a 40 minutos é o tempo recomendado para iniciar o programa de exercícios”, explica o docente.

Este slideshow necessita de JavaScript.

COMO FAZER EXERCÍCIOS EM CASA

ATIVIDADES AERÓBIAS (CAMINHAR, TROTAR E ANDAR DE BICICLETA): são eficazes para tornar o coração mais forte e resistente. Manter uma frequência cardíaca em torno de 110/120 batimentos por minuto consome cerca de 5 a 7 kcal/min (uma pessoa com cerca de 70 kg).

EXERCÍCIOS DE ALONGAMENTO, ABDOMINAIS, FLEXÕES DE BRAÇOS E AGACHAMENTO: são exercícios recomendados para fortalecer os músculos das pernas e abdome, além de melhorar a postura. O gasto calórico é cerca de 3 a 5 kcal/min.

PARA ENTRAR EM FORMA: MANTENHA O RITMO

A prática de atividade física aliada à alimentação saudável e equilibrada oferece benefícios que vão muito além da estética. Por isso, respeite o seu tempo e saiba entender o ritmo do seu corpo. “Não tenha pressa, tome cuidado com a ansiedade e não queira ficar ‘em boa forma em 30 dias’. Não acredite em propostas milagrosas – dietas radicais e exercícios vigorosos podem não ser para você”, ressalta Guiselini.

logo-natue

SEMENTE DE URUCUM PROTEGE O FÍGADO E AJUDA A EMAGRECER

O urucum é o fruto do urucuzeiro, uma planta originária da América tropical, também conhecido como colorau, urucuba, uru-uva e alçafroeira. Quando triturado se transforma em um pigmento muito utilizado pelos indígenas como protetor do sol e do veneno da mandioca brava, repelente contra insetos e até como tintura vermelha definitiva para a pele [penetra nos poros, por isso não é eliminado].

Apesar de ser conhecido como colorau, é diferente do colorau português, chamado de páprica.
Atualmente o urucum é usado como um corante natural para dar as cores amarela ou avermelhada ao alimento. Possui ação benéfica para o fígado e estômago, além de ter propriedades emoliente, cicatrizante e ação anti-inflamatória.
Como curiosidade, no rótulo de alimentos pode ser encontrado como INS 160b, substituindo corantes sintéticos que são proibidos em alguns países. Ele também é usado em cosméticos.

URUCUM PARA BRONZEAR

Apesar de ser rico em ácidos graxos insaturados e carotenoides, o óleo de urucum não é indicado como bronzeador, já que pode deixar a pele mais alaranjada do que bronzeada e até causar queimaduras.
Para conquistar um bronzeador duradouro e saudável, o recomendado é sempre utilizar protetor solar. O uso de produtos e receitas caseiras não protege a pele dos efeitos nocivos dos raios ultravioleta, podendo provocar queimaduras de terceiro grau. Além disso, a exposição ao sol sem proteção causa envelhecimento precoce e aumenta o risco de câncer de pele.

URUCUM PARA EMAGRECER

É verdade que a semente do urucum ajuda a emagrecer? Sim é verdade, o urucum tem características que podem ajudar na perda de peso, acelerar o metabolismo, aumentar a sensação de saciedade e diminuir o colesterol ruim (LDL), além de ser diurético. Ele é usado em sementes misturadas na água que você toma em jejum ou até chá das folhas. No entanto, deve ser consumido com acompanhando médico e aliado à alimentação equilibrada e à prática regular de atividade física.

logo-natue

COMER EM FRENTE À TV FAZ MAL?

logo-natue

Em muitas casas a televisão costuma ficar na cozinha, na copa ou no local em que as famílias realizam suas refeições. Para muitas pessoas também é comum comer em frente ao computador para “não perder tempo” e continuar trabalhando. No entanto, esses costumes podem provocar consequências muito ruins à saúde.

As crianças são as principais prejudicadas, pois esse hábito pode levá-las ao sobrepeso por serem mais propensas a consumirem maiores quantidades de alimentos ricos em gorduras e açúcares. Além disso, a distração com desenhos e filmes faz com que o processo de mastigação não seja realizado de forma correta, muitas vezes mais rápido do que o necessário e isso também garante maior quantidade ingerida.

Nessas horas elas costumam consumir mais batata-frita, biscoito, doces, refrigerantes e comidas rápidas como fast food e pizza. Isso conduz ao sobrepeso, obesidade e a outras doenças como diabete e colesterol alto.

Ao invés de consumir comida rápida, o melhor é optar por uma maçã, cenoura, salsão, pipoca sem manteiga e sucos naturais, que são opções mais saudáveis e não prejudicam a saúde do seu filho. Porém, não são apenas os pequenos que tem esses costumes, os adultos também sofrem muito com esse problema.

COMER EM FRENTE À TV CAUSA PROBLEMAS À SAÚDE

Assistir televisão inibe a sensação de saciedade, já que o cérebro está focado em outras coisas, ou seja, no que estamos vendo, e com isso comemos mais sem perceber. Normalmente as pessoas que mais assistem televisão são as que se alimentam pior, além de manterem uma vida sedentária e não praticarem exercícios físicos.

Assim, devemos mudar o hábito de carregar alimentos para o sofá quando sentamos em frente à televisão. É preciso buscar ao máximo reduzir as horas que passamos em frente à TV, comer na cozinha e fazer com que o companheiro do jantar não seja um eletrodoméstico. Nada melhor do que uma conversa em família para falar sobre o dia que tivemos e compartilhar momentos com os filhos.

Por isso é tão importante que existam regras na alimentação, como horários definidos para se alimentar, e os pais devem fazer com que a criança encare a hora da refeição como algo prazeroso e tranquilo. Como todos sabem, as crianças têm o comportamento dos pais como referência, por isso criar o hábito da família fazer as refeições à mesa é o primeiro passo para a mudança. Escolha pelo menos uma ao dia! Senão conseguem almoçar, pratique esse hábito no jantar. Além disso, fazer preparações coloridas e com sabor contam muitos pontos para chamar a atenção dos pequenos. E como um hábito que precisa ser criado, ele deve ser repetido várias vezes até se tornar algo que já está dentro da rotina. Então, partindo do princípio que não é uma “missão” fácil, mas tampouco impossível, pratique a alimentação em família e os frutos serão colhidos lá na frente!

Artigo da Nutricionista – Gabriela Cecchetti*

logo-natue